Quarta Comunicação Nacional do Brasil à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima - Setor de Transportes

O projeto visa atender a execução das diversas atividades do projeto BRA/16/G31, auxiliando o governo brasileiro a realizar as atividades necessárias para preparar a 4ª Comunicação Nacional (4CN) e os Relatórios de Atualização Bienal (BUR), a fim de atender às obrigações do país no âmbito da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC em inglês). A meta do projeto é permitir ao Governo do Brasil aperfeiçoar dados disponíveis sobre emissões, realizar pesquisas orientadas e fortalecer capacidades e instituições técnicas para lidar com mitigação e adaptação. O MCTIC desempenha função de agência executora desse projeto, enquanto o PNUD é a agência implementadora.

ICAT Brazil Project - Setor de Transportes

O projeto teve como objetivo estabelecer e aplicar metodologia de cálculo do efeito de políticas e medidas de mitigação setoriais, em termos de redução/remoção de emissões de GEE, para permitir o acompanhamento do progresso de sua implantação e do cumprimento das metas estabelecidas na Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) que o Brasil apresentou como sua contribuição ao Acordo de Paris: redução das emissões nacionais de 38% em 2025 e de 43% em 2030, em relação ao nível de emissões de 2005 o que equivale ao limite de emissões líquidas de 1.3 Gt, em 2025 e 1.2, em 2030, ao largo da economia. Estabelecer e aplicar metodologia de avaliação dos impactos dessas políticas e medidas de mitigação, em termos de custos, e propor indicadores de progresso de sua execução.

Uma proposta de aprendizado multidisciplinar por meio da construção de um VANT (Veículo Aéreo não Tripulado)

O objetivo geral deste estudo consiste na montagem de um VANT (veículo aéreo não tripulado e controlado remotamente) capaz de realizar entrega de pequenos volumes na Cidade Universitária da UFRJ. Como objetivos específicos, pretende-se desenvolver todo o processo de aquisição, elaboração de orçamentos, compra de componentes, acompanhamento de entrega e conferência dos mesmos.

Relatório parcial: ainda não disponível

Comparativo de consumo de combustível entre ônibus equipados com aparelhos de ar condicionado e ônibus convencionais

Este estudo tem como objetivo identificar o rendimento energético (km/l) e os coeficientes de consumo (l/km) dos ônibus equipados com aparelhos de ar condicionado, identificando o impacto deste equipamento para todos os casos, considerando os tipos de veículo: Ônibus urbano convencional; Ônibus urbano convencional com ar condicionado; Ônibus rodoviário com ar condicionado e Ônibus urbanos articulados com ar condicionado.

Parceria entre COPPE/UFRJ, LTC, PET, Fundação COPPETEC e FETRANSPOR.

Relatório Parcial I

Projeto IES – Brasil 2 – Capítulo de transporte

O projeto tem por objetivo obter um cenário de matriz energética para os transportes no Brasil, em intervalos de cinco em cinco anos até 2050, considerando consumo de energia e emissões de Gases de Efeitos Estufa (GEE). O cenário considera a evolução tendencial do setor de transporte, sendo o cenário “Referencial” (BAU - Business as Usual).

Parceria entre COPPE/UFRJ, LTC e o Centro de Estudos Integrados sobre Meio Ambiente e Mudanças Climáticas (Clima).

Relatório parcial: ainda não disponível

O transporte de carga potencializando a sustentabilidade socioambiental da logística em Megacidades

Órgão de Fomento: CNPq

Este projeto busca elaborar um Guia de Boas Práticas para o Transporte Urbano de Cargas (TUC) que considere esta atividade no contexto de função principal da logística no segmento de distribuição física (coleta e entrega urbana) de produtos e serviços em área urbana com características semelhantes às megacidades. Com isso, espera-se identificar os desafios enfrentados pelo TUC em megacidades; identificar boas práticas capazes de enfrentar os desafios enfrentados pelo TUC em Megacidades; qualificar os desafios e as boas práticas; quantificar os benefícios socioambientais que podem ser introduzidos pelas boas práticas na gestão do TUC e associar a aplicação das boas práticas e seus resultados ao contexto da logística em megacidades.

Relatório parcial: ainda não disponível

Future prospective scenarios for the use of energy in transportation in Brazil and GHG emissions Business as Usual (BAU) scenario - 2050

Órgão de fomento: CNPq e CAPES

The study aims to illustrate the effect of the development trend of the transportation sector on energy demand, particularly regarding fossil fuels and, consequently, Greenhouse Gas (GHG) Emissions. It, therefore, intends to support decision-making concerning strategies to mitigate GHG emissions. It is an instrument of fundamental importance in developing guidelines for actions in the energy sector covering economic, financial, social, environmental, institutional, technological and human resources aspects and the interconnection between them.

SHELL – Laboratório Urbano da Cidade Universitária da UFRJ – Fase 2

O projeto prevê a criação de uma plataforma para a comparação dos indicadores de sustentabilidade da mobilidade entre os campi diferentes em todo o mundo. A UFRJ tem participado na rede Campus Sustentável Network Internacional (ISCN) e do Fórum Global de Líderes Universitários e ao participar dessa rede, é possível compartilhar experiências, fazer nossas iniciativas mais visíveis e também é uma oportunidade de criar uma competição positiva em relação a melhores indicadores de sustentabilidade e alternativas para reduzir as emissões de carbono.

Relatório Parcial I

Relatório Parcial II

Cenários prospectivos futuros para o uso de energia em transportes no Brasil e as emissões de GEE Cenário Business as Usual (BAU) - 2050

Órgão de fomento: CNPq e CAPES

O estudo tem como objetivo ilustrar o efeito da evolução tendencial do setor de transportes na demanda de energia, em particular no que se refere aos combustíveis fósseis e, consequentemente, nas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Visa, portanto, auxiliar na tomada de decisão sobre as estratégias para mitigar as emissões de GEE. Sendo um instrumento de fundamental importância para se elaborar diretrizes de ações na área energética, contempla os aspectos econômicos, financeiros, sociais, ambientais, institucionais, tecnológicos e de recursos humanos e a interligação entre eles.

Simulando o desempenho sustentável do transporte urbano de carga (TUC)

Órgão de Fomento: CNPq

Este projeto tem como objetivo estabelecer um procedimento informatizado capaz de simular o desempenho de soluções inovadoras com potencial de introduzir sustentabilidade ambiental no TUC por meio da avaliação do potencial de mitigação das externalidades negativas associadas a atividade em face dos custos de implantação e da manutenção dos níveis de serviço.

Relatório parcial: ainda não disponível